sábado, 25 de julho de 2009

Peter Jackson discute O Hobbit na Comic-Con


O diretor da trilogia O Senhor dos Anéis, Peter Jackson recebeu jornalistas internacionais no Hard Rock Hotel em San Diego para conversar sobre Distrito 9, ficção científica que ele produziu. No entanto, antes mesmo das inevitáveis perguntas sobre O Hobbit, o cineasta já começou a comentar seu próximo projeto como roteirista e produtor.

"No momento minha agenda está bastante livre, para que eu possa continuar trabalhando no roteiro de O Hobbit", contou Jackson. "Acordamos de manhã e trabalhamos no texto durante várias horas, afinal, temos que entregar o roteiro em três semanas para o estúdio. Três ou quatro semanas para que ele fique pronto. Precisamos mostrar isso porque o filme nem recebeu o sinal verde para começar ainda... todo mundo acha que ele será aprovado, mas eu prefiro não achar nada. O estúdio antes tem que gostar do roteiro, ficar satisfeito com o que escrevemos. Depois temos que orçar o filme - saber quanto ele vai custar -, dividindo-o em pedaços para entender exatamente quanto representará esse orçamento. E o estúdio tem que ficar feliz com isso também, algo que é muito difícil de acontecer. Eventualmente, teremos que voltar ao roteiro para descobrir onde cortar gastos. Enfim, é um processo longo pelo qual temos que passar", disse.

Jackson também foi categórico ao afirmar que não conversou com atores para os papéis principais do filme. "Não oferecemos papel algum ainda. Antes temos que ter o roteiro. Atores e agentes precisam ter os roteiros antes de se comprometerem. E sem o sinal verde fica ainda mais difícil", seguiu. "E tem a questão da agenda de filmagens, que ainda nem começamos a discutir".

Quando questionado se Guillermo Del Toro, o diretor dos dois filmes que adaptarão O Hobbit para as telas, terá liberdade para levar seu estilo todo particular para as telonas, sem ficar amarrado ao estilo estabelecido da Trilogia do Anel, Jackson foi bastante direto: "Absolutamente. Ele terá liberdade total. A única coisa que será minha ali é o roteiro - que está caminhando bem. Temos apenas que nos certificar que a Terra-média dos primeiros filmes será a mesma dos próximos dois. Temos que cuidar para que Gandalf fale do mesmo jeito, coisas assim, que dêem certa continuidade à história. Guillermo tem liberdade para fazer o filme que quiser, mas só precisa respeitar isso e as locações. Quero que ele retorne à Terra-média que eu usei. Basicamente, são dois cineastas distintos, um na Trilogia, outro em O Hobbit, indo para a mesma terra fictícia, com o mesmo Condado, as mesmas roupas, mas com seus estilos visuais próprios. Não faria o menor sentido trazer Guillermo para copiar o que eu fiz. Toda a ideia de ter um cineasta diferente é justamente levar novidade para o projeto".

A divisão em dois filmes de O Hobbit incluirá cenas no Conselho Branco e as andanças de Gandalf a Dol Guldur. Os filmes narrarão acontecimentos prévios à Trilogia e serão centrados no hobbit Bilbo. O primeiro filme está agendado para sair em 2011. O fim da saga, em 2012.

Fonte: Omelete

Nenhum comentário: