sábado, 24 de outubro de 2009

O Testemunho - conto

Já era por volta das seis da tarde. Quase não havia sons na sala onde o sargento estava, somente o virar de folhas dos documentos que ele analisava. Um homem entrou, aproximou-se da escrivaninha e disse:
Estou aqui para relatar um assassinato.
Era um senhor de idade, alto, magro. Aparentava cansaço, com anos de trabalho duro sobre os ombros. Seu terno, preto e elegante, devia ter cerca de trinta anos e provavelmente foi usado somente em ocasiões muito extraordinárias.
Vá em frente - disse o sargento.
Primeiro, tenho que dizer que o assassino não era uma má pessoa, senhor - começou o velho - era um homem muito sério. Trabalhou por anos na metalúrgica. Quando seu pai foi torturado e morto por ser confundido com um revolucionário nos tempos de ditadura ele..
OK, entendo, mas agora fale sobre o crime - interrompeu o sargento.
...ele prometeu que encontraria os envolvidos.
Então foi por vingança.
Sim.
Hmm. Vou fazer um boletim de ocorrência. Você sabe o nome do assassino?
Pereira.
O sargento olhou para o homem, assustado. Ele conhecia aquele nome. Ele reconheceu a face do velho. O velho, por sua vez, levantou-se, tirou uma arma de um coldre sob o paletó e atirou no sargento, então saiu.



Esse conto, na verdade, é um texto que fiz para uma prova do curso de Inglês que faço. Por esse motivo ele é tão curto. A proposta era escrever uma história que começasse da seguinte maneira:
A man walked up the sergeant and said "I'm here to report a mudrer."
Tinha somente umas 22 linhas para escrever e algumas coisas eu tive de tirar. A versão que está aqui é a "extendida", mesmo sendo curta.

Nenhum comentário: